sábado, 27 de dezembro de 2014

Conheça outros deuses que têm uma história parecida com a de Cristo


A pergunta se estende há séculos e continuará a ser realizada ao longo dos tempos: será que a história de Jesus não passaria de um mito? 
 Muitos filósofos e pesquisadores defendem que o que é contado sobre Jesus na Bíblia, na verdade, seria um conteúdo “enriquecido” com uma mistura de heróis e salvadores da mitologia grega, persa, egípcia e romana.



Segundo os defensores da teoria do Mito de Jesus, relatos de salvadores da humanidade que ressuscitam após a morte são comuns a outras religiões - como por exemplo Krishna e Mitra. 

Além disso, eles acrescentam que não há evidências que comprovem realmente a existência de Jesus. A maioria dos historiadores concorda que nenhum dos evangelistas foi testemunha ocular da vida de Cristo. 

Entre os que defendem que ingredientes mitológicos foram adicionados à história de Jesus estão o escritor e biólogo evolutivo Richard Dawkins, o jornalista Christopher Hitchens e o filósofo francês Michel Onfray.
Abaixo, separamos alguns aspectos de outras entidades mitológicas que têm um relato parecido com o de Jesus:

Horus
Era o Deus do Sol do Egito. Nasceu no dia 25 de dezembro, da virgem Isis-meri. Ele também recebeu a visita de reis e era um pregador. Ele possuía 12 discípulos, realizou milagres e, depois de ser traído por Tifão, foi crucificado. Ressuscitou três dias depois 3 de enterrado.

Krishna
Este deus da Índia, também nasceu de uma virgem, Devaki, e uma estrela a leste comunicava sua chegada.  É um deus do panteão hindu, como uma encarnação de Vishnu, e forma suprema de Deus. Praticou milagres e, após sua morte, ressuscitou.

Dionísio
Este deus grego nasceu no dia 25 de dezembro e sua mãe era uma virgem. Foi autor de milagres, como transformar a água em vinho. Em sua história, também ressuscita após sua morte.

Mitra
Deus persa do Sol, Mitra nasceu de uma virgem no dia 25 de dezembro. Teve 12 discípulos e praticou milagres. De acordo com seu mito, ele ressuscitou três dias após sua morte.

Fonte: History

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Isso na minha humilde opinião, somente mostra o quanto Deus é tremendo, pois a vinda de Cristo já estava sendo anunciada em todos os cantos da Terra Bem antes do seu nascimento. Negar a existência de um Cristo histórico é o mesmo que negar a existência de Alexandre "o grande", pois não existe Evidência física alguma de que ele andou na Terra.

    ResponderExcluir

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar