sexta-feira, 18 de julho de 2014

Canos gigantescos protegem New Orleans de um desastre


Estação de bombeamento próxima ao Lago Pontchartrain escoa a água da chuva em direção ao Golfo do México e evita que a cidade seja alagada.

Uma das principais cidades afetadas pelo Furacão Katrina, em 2005, New Orleans é conhecida por sua grande mistura de influências culturais e pelas enchentes que marcaram sua história. Dessa forma, não é de espantar que autoridades governamentais tenham se empenhado na construção de instrumentos que consigam ou ao menos diminuir o impacto das chuvas.

Exemplos de iniciativas do tipo podem ser vistos no Canal da Rua 17, que conta com uma estação responsável por bombear água ao Lago Pontchartrain. O imenso maquinário se destaca não somente pela grande quantidade de canos, mas também pelo formato que eles adotam, que pode parecer um pouco estranho ao público.


O fato de as saídas de água serem voltadas para cima pode ser explicada pelo fato de que é necessário que elas sempre possuam alguma quantidade de líquido em seu interior. Com isso, o equipamento continua molhado, o que impede que ele queime quando passa a ser operado depois de passar muito tempo sob o Sol.

O objetivo do canal é bombear a água da chuva em direção ao Lago Pontchartrain, que se conecta diretamente ao Golfo do México. Embora isso provoque algumas consequências ecológicas indesejáveis, a solução traz o benefício de impedir que grande parte da cidade seja inundada pelas chuvas. Um fato curioso sobre o local é que a ponte localizada no lago deteve entre os anos 1956 e 2011 o título de construção do tipo mais extensa do mundo, posição que perdeu para a Jiazhou Bay Bridge, construída na China.

Fonte: Megacurioso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar