segunda-feira, 7 de julho de 2014

5 mitos históricos


Dizem que uma mentira contada mil vezes se torna uma verdade. Talvez isso explique porque ainda acreditamos em tantas histórias que nunca tiveram prova nenhuma de serem verdade. É bem possível que seus professores do ensino fundamental e médio tenham te contado “fatos” que nem eles mesmo sabiam que eram mentiras.

Confira aqui 5 “fatos” históricos que não são verdade!

1 - Benjamin Franklin descobriu a eletricidade empinando uma pipa

Benjamin Franklin fez muitas coisas. Ele foi jornalista, editor, autor, filantropo, abolicionista, cientista, diplomata e foi inventor do pára-raio e das lentes bifocais. Mas uma coisa que ele não fez foi descobrir a eletricidade.

A eletricidade já era um fenômeno conhecido na época de Franklin. O que ele fez, no entanto, foram diversas experiências e estudos em relação à eletricidade. Na verdade, ninguém sabe ao certo se a história de usar uma pipa durante uma tempestade é real. 

A principal fonte dessa história é Joseph Priestley, que escreveu sobre isso 15 anos após o que ele relata ter ocorrido. A partir daí, a história tomou vida própria e se espalhou. Não é verdade, no entanto, que o raio chegou a atingir a pipa e consequentemente o próprio Franklin. Se isso tivesse acontecido, ele teria morrido. O que supostamente aconteceu é que os fios da linha da pipa ficaram em pé, indicando presença de eletricidade. Quando ele tocou a chave amarrada à corda, a chave liberou uma faísca, comprovando o que Franklin queria. 

2 - Van Gogh cortou sua própria orelha

Quase todo mundo já ouviu dizer que Vincent Van Gogh, em um ataque de loucura, cortou sua própria orelha. A história completa “oficial” é a de que Van Gogh teria feito isso e entregado o pedaço da orelha a uma prostituta francesa. Ele então foi para casa dormir e só foi encontrado na manhã seguinte, sangrando quase até a morte, após a polícia ter sido acionada pela prostituta.

Contudo, dois historiadores alemães afirmam que a história é uma mentira. Após analisar inúmeras cartas, eles chegaram à conclusão que, na verdade, a história teria sido inventada por Paul Gauguin, amigo do pintor. Na história verdadeira, Gauguin e Van Gogh tiveram uma briga no dia 23 de dezembro de 1888. Van Gogh estava furioso porque seu amigo havia decidido se mudar para Paris e teve um ataque de raiva, se tornando agressivo. Gauguin, para se proteger, sacou sua espada e, por acidente, acabou cortando um pedaço da orelha de Van Gogh.

Os dois, no entanto, prometeram manter um pacto de silêncio e jamais falar sobre a briga, tendo então inventado a história do surto de Van Gogh para proteger Gauguin. 

3 - Colombo estava tentando provar que a Terra era redonda

É provável que você tenha aprendido na escola que no século XV todos pensavam que a Terra era plana, exceto um grande homem e visionário, Cristovão Colombo. Pois bem, o que você aprendeu está errado.

A Terra ser redonda era um fato já amplamente aceito em seu tempo. Na verdade, os gregos já sabiam disso mais de 2.000 antes de Colombo. O grego Erastótenes (276-194 a.C.), chegou até mesmo a calcular o diâmetro da Terra com uma precisão bastante boa.

É verdade, no entanto, que Colombo foi perseguido por suas crenças, mas não por acreditar que a Terra era redonda, e sim por questionar o tamanho dela. Colombo imaginava que a Terra era muito menor do que realmente é, e que o caminho mais rápido para as Índias era pelo Oeste e não pelo Leste.

Não só ele estava totalmente enganado, como sua tripulação toda teria morrido se ele não tivesse tido a sorte de esbarrar na América, que ele pensou por muito tempo ser a Índia ou alguma outra parte da Ásia.

4 - Einstein reprovou em matemática

Essa história, além de muito difundida, é usada como motivacional para muitas crianças que não se dão muito bem com os números na escola. Infelizmente, ela não é verdadeira.

Einstein tinha problemas sociais: ele era estranho e não se comunicava muito bem. Ele também não teve as melhores notas na escola. Também é verdade que ele foi reprovado na Escola Politécnica de Zurich, mas não porque ele não sabia matemática. Ele passou nos exercícios de matemática, mas foi mal em botânica, zoologia e em linguagem. 

Enfim, o pequeno Albert basicamente tinha dificuldade em se sair bem naquilo que o entediava. Em matemática, no entanto, como ele mesmo declarou posteriormente, já sabia resolver cálculo diferencial e integral com apenas 15 anos. A origem do boato, no entanto, é desconhecida até hoje.

5 - Newton descobriu a gravidade quando uma maçã caiu em sua cabeça

Falando de outro gênio a altura de Einstein, Newton também é protagonista de outro mito histórico. Acontece que Newton, além de ser um dos maiores físicos e matemáticos de todos os tempos, era também um ótimo contador de histórias.

Em 1666, A Universidade de Cambridge foi fechada por um breve período. Newton então deu uma pausa em seus estudos e voltou para sua casa em Lincolnshire. Foi lá que, observando uma maçã em uma macieira, veio à sua mente a noção da gravidade. 

Essa foi a história que Newton contou para amigos e colegas ao longo da sua vida, mas ele nunca mencionou que a maçã havia caído sobre sua cabeça. Mas claro, como toda boa história, ela foi sendo com o tempo modificada e aumentada, até chegar na versão que conhecemos hoje.

Fonte: Discovery

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar