sábado, 28 de junho de 2014

5 sociedades fechadas mais misteriosas e influentes da história


Intrigas, conspirações e estratégias são os ingredientes que caracterizam desde sempre essas sociedades ocultas, que detêm um poder cuja dimensão ninguém conhece por completo.

A recente reunião mundial do Clube Bilderberg voltou a levar às primeiras páginas a incógnita sobre a verdadeira influência que exercem alguns grupos fechados mais ou menos secretos sobre o destino do planeta terra.

Estas são algumas das mais importantes da história:

O clube Bilderberg Em 1954, as figuras mais influentes do mundo se reuniram em um hotel para discutir e planejar a agenda global do ano seguinte. Desde então, eles continuam reunindo-se anualmente, porém o conteúdo de suas conversas se mantêm sigilosos.

A Francomaçonaria A primeira loja maçônica, precursora da Maçonaria mundial, foi fundada em Londres em 1717 e ainda existe. Os maçons se caracterizam por um enorme repertório de códigos e rituais, além de uma complexa estrutura de hierarquias internas. A maioria das sociedades secretas modernas se inspiraram na maçonaria, adotando muitos de seus modos e formas de funcionamento.

Os Illuminati Os Illuminati são uma suposta ordem que governa secretamente o mundo desde a época do Iluminismo. Trata-se originalmente de uma ramificação dos maçons, que teve início em 1776. Ao longo dos anos, teve atribuída a si diversos feitos históricos, como a derrota de Napoleão, o assassinato de Kennedy e o triunfo de Barack Obama nas eleições presidenciais dos Estados Unidos.

Os Rosacruzes Fundada no começo do século XV, por Christian Rosenkreutz, a Ordem Rosacruz pretendia usar as práticas ocultas para realizar uma transformação global. Dois séculos depois de sua criação, a ordem ganhou fama internacional, com a publicação de três manifestos. É considerada a força condutora por trás de cada revolução importante na história moderna.

Os Cavaleiros Templários No começo do século XII, nove cavaleiros fizeram um voto para proteger os peregrinos que viajavam através da Terra Santa. Outros cavaleiros se uniram a eles, e a organização cresceu, acumulando riquezas e poder. Na cultura popular, os cavaleiros assumiram o papel de provedores de fundos de muitas outras sociedades secretas, assim como de guardiães dos tesouros cristãos mais sagrados, como o Santo Graal ou o sangue de Jesus Cristo. No entanto, os membros da sociedade foram torturados e executados pelo rei francês Felipe IV, pelos senhores feudais e pela Igreja Católica. Com isso, a organização se dissolveu no começo do século XIV.

Fonte: History

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar