segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

O Super Buraco Negro que Impediu a Formação de Trilhões de Estrelas



Imagine um grupo de galáxias tão imenso, que sua massa se compare a um quadrilhão de vezes a massa do nosso sol — um grupo tão massivo que brilha intensamente na faixa do raio-X. Imagine que este grupo esteja dentro de uma nuvem de gás tão quente que emite luz na faixa do ultravioleta. E imagine uma imensa galáxia elíptica no centro do aglomerado, contendo um buraco negro tão imenso e tão poderoso que impede a formação de um trilhão de estrelas.


Pare de imaginar. É esta imagem que você tem acima. Em púrpura, a enorme bolha de gás. As partes escuras são os buracos criados pelo buraco negro, com cerca de 100.000 anos-luz de diâmetro — o tamanho da nossa Via Láctea. Estes buracos emitem ondas de choque poderosas, que podem estar impedindo a formação de novas estrelas.

O nome do grupo de galáxias na foto é RX J1532.9+3021 (mas pode chamar de RX J1532), e está a cerca de 3,9 bilhões de anos da Terra. A imagem é uma combinação de fotos do telescópio de raio-X Chandra, mostrando o gás quente em púrpura, e uma foto feita pelo Telescópio Espacial Hubble, mostrando as galáxias em amarelo.

Agora, o mistério. O gás deveria esfriar com o tempo, e a região central, mais densa, deveria esfriar mais rapidamente e ser incorporada pela galáxia, formando novas estrelas, trilhões delas. Mas não é isto que está acontecendo.

Mesmo em outros aglomerados de galáxias, como o aglomerado Fênix, a formação de novas estrelas é intensa. O que está parando RX J1532?

Enormes disparos de rádio criaram buracos na nuvem de gás, empurrando-o para os lados. As ondas de choque causadas pela expansão das cavidades reverberam por toda a nuvem e impedem que a mesma esfrie, e forme novas estrelas.

Com tanta coisa acontecendo, os astrônomos criaram uma hipótese para explicar tudo – o buraco negro não é apenas supermassivo, é ultramassivo, ou seja, tem uma massa superior a 10 bilhões de massas solares. Um buraco negro tão imenso é capaz de produzir jatos altamente energéticos usando bem pouca matéria.

Outra hipótese é que o buraco negro nem é tão imenso assim – teria cerca de um bilhão de massas solares, mas estaria girando extremamente rápido. Mesmo assim, seria um buraco negro extremamente massivo.

E os mistérios ainda não acabaram. Há um buraco na nuvem de gás que está desalinhado com os polos do buraco negro. Por quê? Os astrônomos acham que a nuvem de gás pode ter um movimento próprio em torno do buraco negro, ou então o buraco negro a está “balançando” como um pião.





Bônus: Veja um Buraco Negro destroçar uma Nuvem de Gás


Enquanto se deslocava pela Via Láctea, uma nuvem de gás de origem desconhecida teve o azar de passar “perto” do buraco negro supermassivo que fica no centro da nossa galáxia, um encontro devidamente registrado por astrônomos do European Southern Observatory (ESO).

Quatro milhões de vezes mais massiva que o Sol, a nuvem de gás passou a uma distância de 25 bilhões de quilômetros do buraco negro – se chegasse um pouco mais perto, é provável que fosse completamente engolida. Ao invés disso, ela foi deformada e ganhou um formato alongado.




A dianteira da nuvem foi “esticada” por cerca de 160 bilhões de quilômetros em torno da órbita do buraco negro, e a força de atração fez com que ela atingisse a assustadora velocidade de 10 milhões de km/h (cerca de 1% da velocidade da luz).



Nos vídeos acima, você vê tanto as imagens reais quanto uma simulação feita por computador com base nos dados coletados pelos astrônomos – que precisaram de 20 horas de exposição e de um espectômetro infravermelho especial (SINFONI) para captar a fraca luz emitida pela nuvem.

Fonte: hypescience.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar