sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Imagens das Galáxias mais Antigas já Vistas no Universo

Nasa mostra em destaque as galáxias do universo mais remoto

Elas teriam existido há 13,2 bilhões de anos, segundo cientistas da Nasa. São menores, mais fracas e mais numeras galáxias já encontradas.

O telescópio espacial Hubble capturou imagens de 58 galáxias distantes que nunca haviam sido vistas anterioremente. Elas teriam existido no universo há 13,2 bilhões de anos, segundo os cientistas da Nasa. Como a luz viaja a quase 10 bilhões [aproximadamente 9,5 trilhões] de quilômetros por ano, ainda é possível graças à profundidade de captação de imagens do Hubble encontrar estes pontos no universo.


Para captar as imagens, o telescópio espacial foi apontado para uma região do espaço chamada Abell 2744, um aglomerado de galáxias. Segundo a Nasa, são as menores, mais fracas e mais numerosas galáxias jamais vistas no universo remoto, capturadas por exposições profundas da Hubble tiradas em luz ultravioleta.

Os resultados foram apresentados no 223º encontro da Sociedade Norte-Americana de Astronomia, em Washington, na noite desta terça-feira (7). “Gosto de chama-las de amanhecer cósmico”, afirmou Jennifer Lotz, astrônoma do Hubble. Os pesquisadores destacaram que naquela época a formação das estrelas era muito mais agitada do que agora.

“Imaginem voltar 500 milhões de anos, depois do Big Bang, e olhar para o céu”, disse o astrônomo Garth Illingworth, da Universidade da Califórnia, que participou das pesquisas. Ele destacou que as imagens mostram que as galáxias estão mais próximas, são menores, de cor azul brilhante e estão por toda a parte. “São provavelmente menores e diferentes que a nossa Via Láctea.”.

O nosso planeta, a Terra, está dentro de um entre bilhões de sistemas solares contidos em nossa galáxia, a Via Láctea.  Esta, por sua vez, compartilha o Universo com outras bilhões, quiçá trilhões de galáxias, cada uma contendo bilhões, senão trilhões de sistemas solares.  Até agora, descobrimos que os sistemas solares em nossa galáxia, estudados pelos nossos limitados telescópios, contém, no mínimo, dois planetas, e isso porque não temos condições de visualizar melhor estes sistemas a fim de descobrirmos a quantidade exata de planetas que eles possuem.

Vamos adicionar ainda à esta equação a possibilidade já levantada por vários cientistas de que vivemos em um, de vários Universos.

E tem gente que acha que a vida inteligente é exclusividade da Terra.  Essas são mentes inversamente proporcionais à grandeza de tudo isto mencionado acima. Salvo, é claro, a possibilidade de que tudo que está lá fora seja meramente uma ilusão.

Fonte: ovnihoje.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar