sexta-feira, 14 de junho de 2013

A Mensagem de Arecibo

        

A mensagem de Arecibo foi enviada ao espaço com o objetivo de transmitir a uma possível civilização extraterrestre, informações sobre o planeta Terra e a civilização humana em 1974, pelo maior rádio telescópio do mundo, que fica em Arecibo está situado numa cratera de um vulcão extinto e é a principal ferramenta de procura de vida extraterrestre e é controlado pelo SETI (Search for Extra-Terrestrial Intelligence – em português, Procura de Vida Extra-Terrestre Inteligente). Ora bem, ele está ligado 24 horas por dia, apontado a galáxias como a nossa na esperança de um contato.

Como teste inaugural, foi decidido pelo SETI transmitir uma mensagem codificada para o universo. Este sinal foi direcionado para o agrupamento globular estelar M 13, que está a aproximadamente 25.000 anos-luz de distância, e possui cerca de 300.000 estrelas na Constelação de Hércules. A mensagem foi transmitida exatamente em 16 de Novembro de 1974, e consistia-se em 1679 impulsos de código binário que levaram três minutos para serem transmitidos na frequência de 2380 Mhz. O sinal enviado foi tão forte que um radiotelescópio como o de Arecibo seria capaz de detectá-la em qualquer lugar da nossa galáxia.


Como funcionava o sinal

1679 dígitos 
Escolheu-se enviar 1679 dígitos pois esse número é um número semiprimo, isto é, o produto de apenas dois números primos. No caso, 1679 é o produto de 23 e 73. A ideia foi escolher um semiprimo para que um eventual receptor pudesse deduzir que os sinais formam uma matriz bidimensional.

Codificação
Com o objetivo de entender a mensagem codificada na transmissão, é essencial compreender o código binário. Ele é actualmente muito mais simples que a nossa base 10, o sistema decimal. Onde na base 10 nós contamos de 1 até 9 e depois elevamos 1 em colunas de 10′s e começamos novamente em colunas unitárias, até termos 9 na coluna dos 10′s e começamos novamente com as unidades.

Então temos que carregar 1 dentro das colunas dos 100′s e começar novamente nos 10′s e nas colunas unitárias e assim por diante. No sistema binário cada coluna sobe em potência de 2, ainda que as colunas são unidades, 2′s, 4′s, 8′s, 16′s etc. Porque nós podemos agir em 1′s e 0′s, nós rapidamente movemos acima as colunas – porque assim que excedemos 1 nós corremos na próxima coluna.


Decodificando a mensagem original
                                Part 1 — Os números de 1 a 10
A mensagem original compreendia diversas "seções", cada uma representando um particular aspecto da nossa civilização. No topo havia a representação binária do número um até o número dez, mostrando os números oito, nove e dez como duas colunas. Isto mostra a qualquer um que decifrar a mensagem que nós podemos especificar que números grandes demais para serem escritos numa linha podem ser elevados à potência.


DNA elementos
                                  Part 2 — Os elementos primários para a vida (DNA)
A próxima secção contem os valores binários 1, 6, 7, 8 e 15 que indicam os números atómicos dos elementos primários para a constituição da vida na Terra: Hidrogénio (H), Carbono (C), Nitrogénio (N), Oxigénio (O) e Fósforo (P) respectivamente.


Nucleotídeos
                                         Part 3 — The nucleotides of DNA
A seção maior das três colunas, representa as fórmulas para os açúcares e bases para os nucleotídeos do DNA.


Dupla hélice
                                          Part 4 — O DNA dupla hélice
Abaixo disto, havia a representação gráfica da nossa "dupla hélice" do DNA ao lado de uma "barra vertical" que indica o número dos nucleotídeos no DNA.


Humano

Diretamente abaixo da dupla hélice do DNA está uma pequena representação de nós, humanos, com um corpo e dois braços e duas pernas (como um homem esticado). Na direita está um valor binário da população da terra. Isto pode ser calculado como 4,29 bilhões, que era a população mundial aproximada nos idos de 1974.
No lado esquerdo da forma humanóide existe um número binário correspondente à altura do ser humano. Pelo fato de não podermos usar "medidas humanas" (como pés e polegadas) a altura é representada em "unidades de comprimento de onda".


Part 5 — Forma Humana, altura e população

Como mencionado antes, a atual mensagem foi transmitida em 2.380 MHz. Para converte-la no seu comprimento de onda nós dividimos por 300, para obter um comprimento de onda em metros.
300 / 2380 = 0,12605042 m = 12, 6 cm. Esta é nossa "unidade de comprimento de onda" Do código para a altura de um humano, nós podemos ver que o valor é 1110 em binário, ou 14 em decimal. Se multiplicarmos 14 pela nossa unidade de comprimento de onda (12,6) nós obtemos 176,4 cm, ou aproximadamente 1,76 m que é a altura média dos humanos.


Planetas
                                      Part 6 — O Sol e os planetas
Na próxima secção está a representação simplificada do nosso Sistema Solar --- onde nós vivemos Ele mostra o Sol e nove planetas, numa representação aproximada de tamanhos. Deixando representado que o terceiro planeta --- a Terra - é significativo em relação aos outros.


Radiotelescópio
                                       Part 7 — Rádiotelescópio Arecibo
A última seção indica a origem da mensagem por si própria.O rádio telescópio de Arecibo, que é a estrutura curvada. Abaixo disto, nas ultimas duas linhas da mensagem, outro número binário. Desta vez é 100101111110 (cortado em duas linhas no centro) e igualado a 2430 em decimal.
Novamente, usando nossa universal "unidade de comprimento de onda" nós obtemos: 2430 x 12,6 cm = 30.618 cm (306,18 m) ou aproximadamente 1.000 pés, que é o diâmetro do prato da antena de Arecibo.


A Resposta

Em 21 de agosto de 2001 (26 anos e 8 meses depois), foram encontrados dois desenhos nas plantações perto do radiotelescópio de Chilbolton, Hampshire. 



Apesar das controvérsias, um desses desenhos lembrava muito a mensagem enviada em 1974, porém, havia algumas particularidades no mesmo. Veja:

                     



Desenho do ano anterior, 2001, também próximo à Chilbolton
                               
A imagem da antena no fim dos códigos foi comparada com uma imagem de plantação que surgiu em 2001. Custou a ligarem uma coisa a outra, mas por fim a de 2001 foi entendida quando veio a de 2002 em resposta a mensagem de 1974!

Talvez, em um futuro próximo, ou não, as respostas para tanto mistério venha do próprio espaço sideral, na forma de um contato mais direto, claro e profundo dos ocultos habitantes das estrelas.

E você o que acha de tudo isso? Comente!

Fontes: AhDuvido, Wikipédia, Ufologia em busca da verdade.

Um comentário:

  1. Muito interessante! Esse era o tipo de coisa incrível que eu estava procurando

    ResponderExcluir

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar