segunda-feira, 13 de maio de 2013

3 Mistérios da Segunda Guerra Mundial

 

A Segunda Guerra Mundial — batalha que durou de 1939 a 1945 — foi o conflito mais abrangente da história, envolvendo as principais potências mundiais da época e mudando o panorama político e a estrutura social do planeta. Mais de 100 milhões de militares participaram dela, e foi durante essa guerra que as bombas nucleares foram utilizadas pela primeira (e única) vez em combate.

A Segunda Guerra Mundial também foi o conflito mais sangrento da história da humanidade, ficando marcada pelo constante ataque a civis e o holocausto, tendo como resultado entre 50 e 60 milhões de mortes. Contudo, durante a guerra também ocorrerem alguns incidentes bizarros, que nunca ninguém conseguiu explicar direito. O pessoal do site io9 reuniu alguns desses mistérios em um interessante artigo, que você pode conferir a seguir:


O desaparecimento do Voo 19

 

Conhecido com um dos incidentes mais misteriosos de todos os tempos, o desaparecimento do Voo 19 continua a intrigar os historiadores até hoje. Alguns meses depois do fim da guerra, durante um treinamento no Atlântico que envolveu cinco aviões torpedeiros TBF Avenger da Marinha dos EUA, todas as aeronaves — e 14 pilotos — desapareceram sem deixar vestígios. Aparentemente, o acidente pode ter ocorrido devido a uma infeliz combinação de fatores.

O líder da operação, o tenente Charles Taylor, era conhecido por se perder facilmente enquanto voava, e durante o fatídico dia ele comunicou por rádio que as bússolas não estavam funcionando. Os investigadores chegaram a atribuir a responsabilidade do acidente à má liderança de Taylor, mas como os destroços nunca foram encontrados — e também devido às pressões por parte da família do piloto —, a causa oficial do acidente foi definida como “desconhecida”.

Foi então que jornais e publicações de todo o mundo começaram a incluir elementos sobrenaturais à história, como premonições trágicas e estranhas transmissões de rádio, tornando o caso um dos mais documentados da história do Triângulo das Bermudas. E como até hoje nenhuma das aeronaves foi encontrada, o desaparecimento da esquadrilha continua sendo — tecnicamente — um grande mistério.


Aeronaves-fantasmas

 

Mesmo depois do fim da guerra — décadas depois —, ainda existem relatos sobre o avistamento de aviões dessa época, e até de esquadrilhas inteiras, que surgem do nada e desaparecem em seguida. Muitas dessas histórias incluem detalhes sinistros, como pilotos com semblantes tristes acenando para os vivos, aviões que pousaram sem ninguém em seu interior, e aeronaves com os tanques vazios que surgiram com toda a tripulação morta a bordo.

Uma das lendas mais famosas é a de um avião norte-americano que surgiu na costa da Califórnia várias horas após o ataque a Pearl Harbor, visivelmente avariado e deixando um rastro de fumaça. Testemunhas afirmaram ter visto o piloto a bordo, mas, depois que a aeronave caiu, nenhum corpo foi encontrado entre os destroços.


A Batalha de Los Angeles



Este mistério foi citado aqui no blog em um dos primeiros posts:

Na noite de 24 de fevereiro de 1942, vários moradores de Los Angeles viram objetos luminosos pairando sobre suas cabeças. A histeria foi geral, e muitas ligações pros serviços de emergência depois, a cidade de Los Angeles estava sob comando dos militares. Os milicos ordenaram um apagão geral na cidade, numa tentativa de identificar melhor a luz vinda dos objetos voadores.

A foto acima, que foi capa de todos os jornais nacionais na época, mostra os holofotes dos militares apontados pros UFOs. Segundo a Aeronáutica, os objetos se locomoviam a pouco mais de 300 km/h.
Em seguida, a Brigada de Artilharia da Marinha posicionou suas armas (canhões anti-aéreos cuja munição são cargas explosivas de 6kg) e começaram a atacar os objetos. Mais de 1400 tiros foram disparados, e apesar disso os objetos voadores nada sofreram.

Cinco pessoas morreram de ataques cardíacos durante o drama, e vários carros e prédios foram danificados pela munição anti-aérea que eventualmente caiu na cidade abaixo.
No dia seguinte as afirmações das autoridades foram conflitantes. Alguns alegaram ser nada além de um “alarme falso provocado pelo nervosismo da guerra”, sem elaborar sobre a identidade dos objetos. Outros falaram que eram balões japoneses, sem explicar como é que balões se movimentariam a 300 km por hora.

Após mais alguns comentários incongruentes, os militares decidiram que a desculpa oficial seria que os objetos eram aeronaves japonesas designadas pra sobrevoar o céu de Los Angeles, com o objetivo de causar medo em solo americano e abaixar a moral do país. Bom, sobre a parte de causar medo, eles acertaram. O que continuou não fazendo sentido é como é que os tais aviões sobreviveriam várias horas de bombardeamento pesado sem fazer manobras evasivas de qualquer tipo.

O governo japonês negou envolvimento com o mistério na época, e continua fazendo isso até hoje.

Fonte: Horror Virtual

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar