sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O asteroide de 45 metros que passou perto demais da Terra

                   



“Apenas” 27 mil km separaram a rota de um asteroide e a superfície do planeta Terra. Parece muita coisa, não? Mas, em comparação com outras distâncias astronômicas, é muito perto. Para se ter uma ideia, o satélite que emite o sinal para a sua TV orbita a mais de de 35 mil quilômetros de altitude. Apesar da proximidade, não precisa entrar em pânico: a NASA afirma que não há chance de colisão.
O astronômo Phil Plait, autor do blog Discover Magazine’s Bad Astronomy, também afirma que a probabilidade de um impacto é tão baixa que praticamente não existe risco.
Leia também:
Missão: desviar um asteroide
O asteroide, que tem aproximadamente 45 metros de diâmetro e uma velocidade de 28.100 km/h, foi descoberto em fevereiro de 2012 pelo Observatório Astronômico de La Sagra, na Espanha. Veja só a imagem abaixo. A linha branca representa a órbita da Terra e a linha azul, a do 2012 DA14. Note como elas são parecidas.



Os astrônomos afirmam que a órbita do asteroide passa a maior parte do tempo longe do nosso planeta. Porém, se aproxima da Terra mais ou menos a cada seis meses. Uma das últimas vezes foi no dia 16 de fevereiro de 2012, quando passou a cerca de 2.5 milhôes de quilômetros da Terra.

Só tem um porém: “É quase certeza que o asteroide 2012 DA14 não vai colidir com a Terra em fevereiro de 2013. Mas isso não exclui um impacto no futuro”, diz Plait.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar