domingo, 17 de fevereiro de 2013

Por que algumas palavras ficam na ponta da língua?

                                       



Sabe quando você quer se lembrar de uma coisa, está quase lá, mas a palavra não vem? Essa angústia é estudada por neurocientistas, que a chamam justamente de Fenômeno da Ponta da Língua. Toda essa confusão acontece no nosso cérebro, por vários motivos (ver quadro Jogo de Memória, abaixo).

"A pessoa tem certeza de que conhece a palavra específica de que está tentando se lembrar", comenta o neurologista Rogério Gomes Beato, da Universidade Federal de Minas Gerais. Pior, ela recorda tudo relacionado: sabe que é um inseto amarelo e preto, de picada forte, que leva o pólen de flor em flor, mas a palavra "abelha" não vem. Afinal, é a representação sonora dessas características que está bloqueada.

É como se fosse uma corrida que só termina quando seus dois participantes cruzam a linha de chegada. Um deles, o sentido, já chegou lá, mas o outro, o registro sonoro, ainda está lá atrás. Enquanto eles não estiverem juntos, a palavra fica "na ponta da língua".

O curioso é que essa separação entre som e sentido já tinha sido imaginada, na teoria, pela ciência que estuda os símbolos: na semiótica, cada palavra é um signo, dividido em significante (o som) e significado (o sentido).

Fonte:Superinteressante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar