segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

OS DISCOS VOADORES NAZISTAS


                            

Tudo teria começado quando, em 1937, um autêntico UFO pousou em território alemão, conforme atestam os registros da época. O que se seguiu é um enorme mistério. Mas não é todavia muito difícil de se adivinhar. Nesta foto, você vê uma base militar secreta nazista durante o período da Segunda Guerra Mundial, na qual um enorme Disco Voador, feito aqui mesmo na Terra, é observado e inspecionado pelos militares e cientistas alemães envolvidos neste ultra-secreto projeto tecnológico. E teria sido isso mera manobra de propaganda, ou eventualmente uma fraude? NUNCA! Primeiramente porque as forças aliadas somente tomaram conhecimento da incrível existência deles quando a guerra terminou. E por parte da Alemanha jamais houve qualquer divulgação ou tentativa de intimidação mediante o uso dessa tecnologia. Em segundo lugar.....


                              

...... Essas coisas voavam de fato! Esta foto foi tomada da cabine de um avião militar nazista, e mostra um Haunebu (como se denominava tal insólito projeto) vertiginosamente se deslocando através do ar.

                                 

  Aqui, mais uma foto da época mostrando um Haunebu-II enorme estacionado em um hangar. Aliás, fotos de um autêntico e furtivo Haunebu-II foram feitas muito tempo depois do término da Segunda Guerra Mundial.... Uma delas precisamente em 1965. E sabe audaciosamente onde? Em Maryland - território dos EUA!!!

Contudo, os Haunebu I e II deram lugar a uma outra tecnologia muito mais avançada, denominada VRIL.


                        
  Aqui, um soldado nazista examina uma das naves VRIL, estacionada em uma base secreta.

                                   

Os estonteantes planos do VRIL que caíram nas mãos das tropas aliadas logo após o término da Segunda Guerra Mundial, (1945), até hoje são indecifráveis e sobretudo incompreensíveis para os nossos padrões atuais de conhecimentos científicos e tecnológicos. É decididamente coisa do ano 3000 - ou quem sabe muito mais que isso!!! Note-se que o Disco Voador nazista era baseado em esferas rotativas, tendo ao centro uma espécie de rotor, ou possivelmente um reator não-identificado! Diga-se de passagem, a mesma tecnologia encontrada nos destroços dos vários UFOs acidentados, muito tempo depois disso e tripulados por entidades alienígenas do tipo "gray", os quais foram recolhidos para estudos em bases militares secretas norte-americanas! 

                     

E já que a tecnologia é idêntica, fica tudo claro como a água cristalina de uma fonte: o Terceiro Reich, sem quaisquer dúvidas, obteve cooperação alienígena direta para realizar tamanha proeza! Aliás, vários cientistas alemães que após o término do conflito compulsoriamente se passaram para o lado das grandes potências mundiais, de fato e explicitamente reconheceram isso! E se os nazistas tivessem tido o tempo suficiente para plenamente empregar tais tecnologias do futuro, não haveria defesa alguma contra elas. E conseqüentemente, o planeta inteiro teria sido subjugado! E o que mais preocupava os supostos vencedores da guerra foi que nenhum desses UFOs nazistas foi capturado pelas forças aliadas..... Foram quase todos levados para a colônia subglacial de Neu-Schwabenland, Antártida, ao passo que alguns outros possivelmente para Akhakor, ruínas de uma perdida civilização em plena selva inexplorada da Amazônia Brasileira! Por uma questão de mera conveniência, e sobretudo justificado temor, todo os comandos militares das grandes potências mundiais, logo após o retumbante fracasso da Operação High Jump, resolveram não mais incomodar Neu-Schwabenland - principalmente pelo fato de que não combateriam somente os alemães, porém, simultaneamente confrontariam FORÇAS ALIENÍGENAS, EXTERNAS AO NOSSO MUNDO, as quais, segundo consta dos relatórios secretos, forneceram ao Terceiro Reich os planos para a construção das fantásticas "naves discoidais que permitiam atingir o outro lado"!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas e sugestões serão bem vindas. Fique à vontade para comentar